Pensamentos Aleatórios

Repleta de conflitos tanto externos como internos, ergo os olhos, enxergo o futuro que está esperando por mim, e não me deixo abalar pelos tropeços que encontrarei pelo caminho. Fazem parte do processo de evoluir. Evoluir como ser humano, que pensa, fala, discute, erra, mas que principalmente, não tem medo, porque sabe que nunca estará sozinha.

sábado, 1 de agosto de 2009

À procura do Príncipe Encantado


Vocês já devem estar se perguntando(ou nao!) : "Príncipe Encantado? E o post sobre os dias dos namorados, em que ela diz que é insensível e fria?"

Pois é. Acho que dependendo da situação, eu posso ser muito insensível. Mas que, na verdade, não é que eu seja insensível mesmo; o que acontece é que eu tenho váriso problemas à respeito desse assunto.

Baseando nas experiências da minha vida(falando assim, até parece que eu tenho muitas!), eu percebi que acho que eu crio um padrão de pessoa muito fora do comum. Como um príncipe encantado.

Um príncipe encantado, que goste das mesmas coisas que eu, que ouça as mesmas músicas, que goste de ir aos mesmos lugares, que não se importaria de ficar horas esperando na fila do show dos Jonas Brothers(ah, isso é um sonho quase impossível!), e ainda vá no show comigo(mais impossível ainda!), e que queira ir também num movimento político e num churrasco com pagode comigo.E não se importe.

Ok, forcei o do pagode, porque nem eu suporto ficar 8 horas seguidas ouvindo esse tipo de coisa

São coisas supérfulas, como ir ao shopping, ficar em casa vendo filmes, ficar olhando o céu de noite, esse tipo de coisa. Eu sei que são coisas bem ridículas, mas são coisas que eu amo fazer. E coisas que eu gostaria de dividir com alguém, já que agora a maioria das minhas amigas ou estão namorando, ou estão pra namorar.

É, esse post não tem nada de importante que vá adicionar à sua cultura, é mais um desabafo com a situação da minha vida.

Uns me dizem que é só esperar o destino acontecer. Mas que droga, eu odeio ficar parada tendo que esperar algo acontecer. Me falam pra não correr atrás, pra não dar iniciativa... Mas, se eu não fazer alguma coisa, e esperar que o tempo me dê tudo nas minhas mãos, sinceramente eu vou esperar SENTADA e mofando. Ficando pra tia. Ficando pra tia-avó. Pra tia-bisavó. E eu não tenho paciência de deixar as coisas acontecerem, eu vo lá e faço. Se eu quero uma coisa, meu bem, não há quem tire da minha cabeça. O meu problema é persistência, impaciência e ilusão demais.

Sim, ilusão. Um amigo já me disse pra eu parar de ficar tentando fazer na vida real o que acontece em filmes. Ah, só porque eu disse que era pra ele chegar com as flores pra menina, ao invés de alguém entregar? Pode ser que eu assista muitos filmes, e que eu sonhe com amores impossíveis. Tá, eu sonho DEMAIS com amores impossíveis. Mas que menina nunca sonhou em poder ter um príncipe encantado como Nick Jonas ou Taylor Lautner nas mãos?

Não que eu fique sonhando em ter eles, e só eles. É que, ahnm, não sei. É porque eles parecem perfeitos demais, um tipo certo que eu sempre sonhei pra mim. E parece que quando eu volto pra vida real, eu não encontro pessoas desse jeito. Eu sei que nunca vou encontrar pessoas perfeitas, e que nunca vão ser idênticas a eles. Mas então, por causa disso eu tenho que namorar e casar com um pagodeiro capitalista autoritário feio rico e sem nenhum tipo de escrúpulos ou vestígios de ser um ser humano? Não tem nada a ver comigo. Eu não quero pessoas que são totalmente diferentes de mim, eu não quero aqueles idiotas com quem eu estudo, eu não quero aqueles otários com quem eu sou abrigada a conviver. Que droga, eu quero uma pessoa assim, não normal, mas, diferente, que não se consiga encontrar num bar tomando cerveja ouvindo pagode e falando de futebol. Quero uma pessoa que se consiga encontrar num show, num movimento, bebendo água e falando de política, de futuro, de ideiais.

Será que agora é tão difícil encontrar um Che Guevara do século XXI?

Tá,forcei. Vamos melhorar: Será que é tão difícil encontrar alguém com 16/17 anos que não pense só na sua vida, mas que queira viver pra mudar a vida de outras pessoas?

Já percebi que onde eu estudo só existem trogloditas idiotas que metade só pensa em futebol e mulher. E a outra só pensa em futebol, mulher e drogas. É, é típico de garotos de 15/16 anos.

Outra coisa que SEMPRE me irrita(e magoa,demais) é quando eu me apaixono(RARIDADE!) de verdade por alguém. Daí eu fico parecendo uma adolescente boba(ah, espera, eu sou uma adolescente! :O), que fica imaginando o cara 25 horas por dia, que não consegue pensar em outra coisa, e que faz de tudo pra impressionar ele. (Até arranjar a sua melhor amiga pra ele... Ai como às vezes eu sou tão estúpida ao ponto de querer me dar um tiro na cabeça D:)

E então você pensa que ele é perfeito. Que não tem nenhum defeito. Até vocês os descobrir. E quando você os descobre, como é frustrante. Mas, se mesmo assim eu não conseguir desistir dele, acontece sempre aquela mesma história: "Somos amigos.Não quero estragar".

Amigo, se não queria estragar a amizade então PARA DE SER TÃO PERFEITO!

As, isso não soou bonito. Eu não tenho mais 11 anos pra pensar assim. (Como se de 11 pra quase 16 fosse MUITO tempo.)

Mas então, melhor eu começar a concluir isso antes que vocês já fiquem entendiados de ler(se você conseguiu ler até aqui, PARABÉNS, vai ganhar mais umas palavrinhas até você dormir de tédio!)...

Não sei como concluir, porque ainda não teve fim. Só sei que eu queria um príncipe encantado. Eu ainda quero ter, como minha irmã tem. (Breve história da minha irmã e meu cunhado: eles se conheceram com 15 anos, ficaram durante 1 anos sendo amigos, minha irmã deu um presente pra ele no dia dos namorados, meu cunhado a beijou. E desde aquele dia eles nunca se separaram. Eles estão casados há um ano. Detalhe: ela tem 28, e ele, quase 29. Tem história mais linda que o amor viver durante 12 anos?)

Acho que eu me cobro muito com essa história, por isso que eu fico idealizando uma pessoa que nunca vai existir. Mas, quem sabe? Quem pode me dar CERTEZA que nunca irá chegar um príncipe encantado num cavelo branco pedindo a minha mão? Pode não ser literalmente, mas eu ainda acredito que há pessoas que acreditam no amor. Eu sou uma delas. E vou esperar, não importa como, não importa por quanto tempo, mas eu vou esperar uma pessoa que também ainda acredite que exista amor, que acredite que sua princesa indefesa está o esperando, e que ainda acredite em felizes para sempre.

" O problema com contos de fadas é que eles levam uma garota ao desapontamento. Na vida real, o príncipe foge com a princesa errada... Ou o feitiço acaba e os dois amantes se dão conta de que são melhores com o que quer que sejam. Mas vou confessar, de vez em quando uma garota consegue seu final de contos de fada. " (Episódio 2/08 - Pret-A-Poor-Jenny - Gossip Girl)

Um comentário:

  1. 'de vez em quando uma garota consegue seu final de contos de fada.'

    Isa, você ainda vai encontrar seu princípe encantado (yn)

    Bgs ;*

    ResponderExcluir